Parceria em odontologia hospitalar e medicina intensiva

A Liga de Estomatologia e Cirurgia Bucomaxilofacial (LECBMF) do Hospital Metropolitano Odilon Behrens (HMOB) firmou uma importante parceria com a Sociedade Mineira de Terapia Intensiva (Somiti), com o intuito de ampliar a formação dos participantes no que se refere à Odontologia Hospitalar e à Medicina Intensiva. Com isso, os ligantes terão a possibilidade de vivenciar a experiência multidisciplinar, além de se associar a Somiti, experimentando todas as oportunidades disponibilizadas por essa entidade, quanto a congresso, cursos e material científico online.

A LECBMFsurgiu com o intuito de tornar concreto os conhecimentos adquiridos pelos estudantes de Odontologia, a partir de atividades teóricas e práticas em ambiente hospitalar.

Dentro do ambiente do HMOB, os ligantes têm a oportunidade de ter uma vivência clínica nas áreas de Odontologia Hospitalar, Estomatologia e Cirurgia Bucomaxilofacial (CBMF). Vivência essa que ocorre em um hospital do Sistema Único de Saúde (SUS), fornecendo também aos alunos o conhecimento do funcionamento do sistema, como os encaminhamentos, as guias de referência e contra-referência.

Durante os plantões os alunos acompanham casos de complexidades variadas, desde casos corriqueiros até casos de difícil diagnóstico e conduta. As atividades realizadas variam de primeiras consultas no ambulatório, por biópsias sob anestesia local em ambulatório até biópsias com anestesia geral no bloco cirúrgico, prescrição de medicamentos, solicitação e interpretação de exames, acompanhamento de pós-cirúrgico de pacientes, consultas de controle e de casos em observação.

A LECBMF representa, portanto, uma chance para os estudantes de Odontologia que apresentam interesse nessas áreas e que querem se destacar, com uma experiência desvinculada da graduação e diferenciada para sua formação profissional e também pessoal. A liga não apresenta restrição de períodos ou de faculdades, por isso os ligantes estão em diversos períodos da graduação e são oriundos de diversas faculdades, o que confere um perfil variado, fazendo que haja troca de conhecimento também entre os ligantes.

Além das atividades práticas, orientadas pelos preceptores da LECBMF, os ligantes também participam das aulas teóricas mensais, que também são abertas ao público externo sendo disponibilizadas 100 vagas com inscrição prévia pela internet. E também são incentivados a comparecer em congressos e estão intimamente ligados a produção científica e de eventos.

Atualmente a liga é composta por 35 ligantes, de 5 faculdades diferentes, sendo 7 membros cirurgiões-dentistas formados. Com os anos de funcionamento, diversos alunos já passaram pela liga e atualmente, como cirurgiões-dentistas, relatam que participar por essa experiência agregou muito à sua formação.

Depoimentos:

“Os anos de membro efetivo da liga fazem toda a diferença na minha rotina diária. Foram anos de extenso aprendizado, não somente clínico-prático, mas também em como promover um atendimento humanizado aos pacientes”. (Raphaela Alvarenga)

 “A LECBMF representou para mim umas das experiências mais inesquecíveis dentro da odontologia.   Rigor científico e desenvolvimento do lado humanístico.   Devo grande parte de minhas conquistas atuais. O meu norte como pesquisador, cirurgião-dentista e futuro ortodontista.” (Kelvin Marques)